Voice of the Oceans

O DESAFIO

Não é só o cenário das praias que o lixo plástico estraga. A vida marinha, o meio ambiente, a economia e a nossa saúde sofrem muito também.

O PROBLEMA DOS OCEANOS

Nem é preciso ir muito longe: basta colocar o pé na areia para perceber como nossas praias estão tomadas pelo lixo. Pior, resíduo plástico, que invade os oceanos, é ingerido pelas espécies marinhas e acaba voltando para a gente por meio da cadeia alimentar. 

 

É isso mesmo que você entendeu. Quando os animais marinhos não morrem emaranhados no lixo, eles consomem os micro e nano plásticos e depois são consumidos por nós. Muitas pesquisas já mostram que as consequências para a nossa saúde são alarmantes. 

 

Enquanto isso, nossas paisagens são destruídas, a vida oceânica fica sufocada e a economia também fica a ver navios. Os oceanos têm um papel ativo e relevante na conservação ambiental, produzindo oxigênio, armazenando carbono e mantendo do equilíbrio térmico no mundo. Resumindo: os oceanos nos mantêm vivos. 

 

Pois é, o lixo das praias não estraga apenas aquela foto bonita que a gente queria postar. É um problema que já ameaça muitas vidas hoje e, se nada for feito, será ainda pior no futuro.

O QUE A POLUIÇÃO CAUSA

 

VIDA MARINHA 

Animais enfrentam a degradação do próprio habitat, ingerem resíduos plásticos e ainda ficam emaranhados no lixo. 

 

ECONOMIA 

Estima-se um prejuízo de € 259 a € 695 milhões, principalmente para os setores de turismo e pesca. 

 

SAÚDE 

Ficamos todos expostos à poluição oceânica e ingerimos produtos químicos por meio da cadeia alimentar. 

 

CLIMA 

Reciclar um milhão de toneladas de plástico equivale a neutralizar a emissão de carbono de um milhão de carros.